domingo, setembro 03, 2006

A lata do poeta



Sou daqueles que lê manual de instruções.
Isso ajuda às vezes,
principalmente para dar aquele tempo
para que os afoitos pensem.
Para que serve o objeto?
E o amor-objeto, tem validade?
Ele cabe na lata do poeta?
Amor-capacho só serve para que dancem em cima
com sandálias de salto alto?
Se espremermos as paixões elas ficam vermelhas
e cremosas como massa de tomate?
Mistérios também tem data de validade?
Untarei-me com o creme dessas emoções.
Quem sabem ganho uma lambida!

Postar um comentário