segunda-feira, setembro 25, 2006

respostas virtuais

Respostas virtuais aparecem
do corriqueiro da vida
do rastapé cotidiano
dos olhares pelas janelas indiscretas
do beabá das inocências perdidas
da decodificação do livro da natureza
(preciso aprender a ler).

Este poema pretende-se
clássico de humor mestiço
respostas não existem
só perguntas merecem
um pouco de nossa atenção.

Postar um comentário