domingo, setembro 17, 2006

Vida não tem bis


A vida é dura
Mas não tem bis
Então relaxa e goza.
Longe de casa
Rotina vira ao avesso.
Carrego o germe da poesia
Para plantá-la em outras praças
De outras cidades
No coração de outros povos.
Homens sensíveis são rotulados
Tão prontos
Como pessoas não normais.
Inveja de canastrões.

Postar um comentário