terça-feira, junho 05, 2007

BRINCADEIRA DE DEUS ARTISTA

Esculpi uma boca na porcelana
dos pensamentos cotidianos
com cinzel e martelo
da oficina de projetos a serem patenteados.
Queimei-a no forno
das cerâmicas de altas temperaturas.
Sobre a peça reluzente
e ainda quente
pintei um sorriso deslumbrante
da cor de baton
entre o vermelho das paixões
e o claro dos amores serenos.
Deslumbrado com a beleza
da peça esculpida
como um miguel
anjo de tempos pós-modernos
disse - viva - e a beijei.
Surgiu uma linda morena
compondo a boca esculpida.
Brinco de deus artista
mas não fabrico mulheres em série.
Só as que convido para o amor.



Postar um comentário