sexta-feira, fevereiro 27, 2009

FILOSOFIA DE CARNAVAL



Existência do mundo

é fenômeno estético

ou é a estética do mundo

um fenômeno aleatório?

Sequência de jogos de dados

duplo seis transforma natureza

evoluindo não se sabe para onde?

Ou existência do mundo,

fenômeno das probabilidades

sequenciamento frutuoso do caos?

O artista é um pessimista

puro e romântico?

Otimistas, por opção intelectual,

não tem chances nas artes?


No carnaval, visto-me de palhaço

e aprendo melhor a rir

ou fantasio-me de mulher

e aprendo melhor a amar

ou me transformo em calango

e aprendo a melhor ver as entranhas

dos muros de pedra.

O encantamento dionisíaco das metamorfoses

por momentos, apesar das realidades,

permitindo viver um pouco além delas,

é o encantamento singular do carnaval.


Agora, aprender com as metamorfoses,

é assunto pessoal.





Postar um comentário