domingo, maio 22, 2011

CURTA 77

O tempo passa quando o vidro escurece.
Antes e depois um vai-vem
De pessoas andarilhas
Às quais tenho, por obrigação
Nutrir suas inconsistências.

Postar um comentário