quarta-feira, julho 13, 2011

CURTA 96



Camisas de força cotidianas
impedem o doce delírio
dos pensamentos aleatórios
das desarticulações estruturais.
Labirintos, por onde voo de volta?

Postar um comentário