quinta-feira, agosto 11, 2011

CURTA 114

O canto de não cantar
nem de encantar
é apenas um canto
no meu imaginar.
Postar um comentário