terça-feira, outubro 18, 2011

CURTA 131


Não ganhei o abraço,
não presentei-a com o livro.
A musa evaporou-se entre as fendas
de um portal iluminado.
Não olhou para trás,
não viu minha interrogação muda.

Postar um comentário