terça-feira, março 20, 2012

NOTAS DE LEITURA EM REVISTA DE BORDO 2



I
Any impossible things aren't impossible. As manequins continuam magras e feias: publicidade invertida? Ou o mundo fashion deixou de sê-lo?

II
"Dancing Days" influenciou uma geração hoje não mais tão jovem. (Serão melhores que nós, os não influenciados por "Dancing days"?)

III
50 anos sem Marilyn Monroe: eu a conheci, ainda viva e nua, em oficinas e borracharias. Mais tarde, menos viva, nos cinemas. (Let's Make Love, Adorável Pecadora.)

IV
Nelson Rodrigues, centenário, continua atual: amor, traição, ódio e outras mazelas sempre presentes no coração humano (tecnobregas paraenses são a versão musicada).

V
Madonna, com disco e amantes novos, no cinema, atrás das câmaras, brinca de diretora?



VI
A Hora e a Vez de Augusto Matraga em nova versão no cinema. A versão anterior, com Jofre Soares e Leonardo Vilar, a vi cinco vezes nos anos setenta. Quantas vezes assistirei a nova versão?

VII
Fellini vai de celebridades ao submundo romano, da psicanálise à cultura pop. Sua arte é receita de fantasia.

VIII
"Da passarela às ruas" é erro de inversão. Caminho da moda vai das ruas às passarelas. Tudo nasce nas ruas, grande escola de todos os ofícios.

IX
Recapitulção: Céu é ótima (essa eu já sabia).

X
Preciso saber mais: vaquinha virtual inova financiamento de projetos.

XI
Os desertos são lindos e tentadores: Ano próximo um deles conhecerei.

XII
Continuarei não assistindo a novela das oito nem no cinema.

XIII
O Rio, hoje, tem mais bares da bossa que a bossa (nova) propriamente dita.

XIV
Continuamos produzindo surfistas até para exportação: ainda faltam motoristas de caminhão.

XV
O verão acabou, meus queridos. Mas pensamento positivo produz serotonima e dopamina, hormônios da felicidade. Uma hora de corrida por dia também, além de melhorar a forma física.

NOTA FINAL.
Leituras de bordo não trazem felicidade, só diverte e ajuda a passar o tempo de respiração incompleta.
Postar um comentário