segunda-feira, junho 18, 2012

CERTAS VALENTIAS


Tomei sol torso nu
a menos cinco de temperatura 
e três mil de altura.
Encarei gigante de dois metros,
por não levar desaforo para casa,
peguei boi pelos chifres,
pisei descalço em brasa.


Perde-se, ao envelhecer,
certas valentias.
Tenho medos à luz do dia:
qualquer inverno ouropretano
me amolece;
qualquer curva da estrada
me arrefece;
qualquer anoitecer anuviado
me entristece.



Postar um comentário