sexta-feira, junho 15, 2012

CURTA 159



Descrever a aldeia
é falar ao universo?
Queria ter terra,
nasci inverso.
À margem de estrada
cresci andarilho, confesso.
Pés criaram calos, não raízes:
Continuo travesso!

Postar um comentário