sábado, junho 30, 2012

NOTAS DE LEITURA EM REVISTA DE BORDO 6


1. Dormir e acordar com os objetivos na cabeça é o novo jargão da administração e marcketing. Eu prefiro dormir com questões mais exóticas e eróticas na cabeça. E acordar também. Talvez por isso sou meio canhoto.

2. Marcelo Bratke toca Villa-Lobos mundo afora. E tem um projeto de gravar oito CD, dois já foram lançados. Nota interessante: Marcelo nasceu no mesmo ano que Villa morreu.

3. Patrícia Highsmith, autora de O Talentoso Ripley, tinha um talento enorme para o romance policial bem como para as transgressões na vida amorosa, esta quase nunca feliz. Vivia em deslocamento, viajava como respirava.

4. Fritz, the Cat, foi morto pelo autor porque ficou famoso demais. Hoje está mais famoso ainda  e é motivo de exposição em Paris.

5. Uma colorida linha do tempo, a Cronologia da Moda, começa com Maria Antonieta, rainha, revolucionária no modo de se vestir e de se comportar.

6. Na arte, principalmente, os limites entre a verdade e a ilusão são mera ilusão. Sem fronteiras aparentes.

7. Violeta Parra está nos cinemas. A história da minha muito amada cantora chilena está contada em Violeta Foi para o Céu. Sua música e voz acalentavam minha filha Rafaela.

8. Uma deliciosa forma de conhecer a cultura de um povo é comer na rua. Alguns exemplos de minha alçada: - um abacaxi no espeto no Mercado Central em Belo Horizonte; - uma crepe na Place de Contrescape em Paris; - um acarajé “quente” na praça Carlos Gomes em Salvador; - um espetinho de camarão em praias capixabas; - um sanduiche de peru nas ruas subterrâneas de Washington. Bom tema para virar série.

9. Um jovem estudante de escola pública de periferia, filho de pais semianalfabetos, ganha nota 7 no vestibular. Outro jovem de classe social de alto poder aquisitivo, com ensino médio em escola particular de elite e intercâmbio no exterior ganha nota 8. Quem merece a vaga na universidade?

10. O mochileiro que fui no passado não atrapalha o profissional performático que hoje sou. Pelo contrário. E minha maneira de me relacionar com as pessoas é a mesma.

Postar um comentário