sábado, outubro 12, 2013

CURTA 215


Impodere-te, desdobre-te.
empodere-te de teus acasos,
dobre-te naquelas curvas 
de maceônicas estradas,
iluminte-te com leves inquietações.
Cuide-me em teus poderes
como cenário de teus olhares.

Postar um comentário