segunda-feira, dezembro 15, 2014

ESTRANHOS, OS HERÓIS


Precisamos de heróis?
Fale-me de um herói
que te comunico uma tragédia.
Criaturas de estranhos destinos:
abandonados pelos pais
nas entranhas das florestas;
solitários cavalheiros ou damas
nas vastidões das humanidades;
depressivos cidadãos 
de humores aquosos.
Escondem-se de feitos duvidosos
em duplas identidades.
Ambas falsas?
Porque precisamos de heróis?


Postar um comentário