segunda-feira, dezembro 14, 2015

TRINTA, OU CINQUENTA?


Mirei uma mulher
pouco mais de trinta
todas formosuras no lugar.
Parecia desenhada por Ziraldo
sem exageros de traço ziraldino.
Ancas largas
cintura fina
seios na medida certa
rosto belo.
Pus-me a matutar:
eu, com mais de sessenta,
teria a oportunidade de deitar-me,
uma vez que fosse,
com mulher tão linda?
No entanto, (consolo?)
uma contra-matutagem ocorreu-me:
teria ela a sabedoria
de mulher mais de cinquenta
para que pudéssemos 
juntos amanhecer
uma segunda vez?



Postar um comentário