quarta-feira, dezembro 14, 2016

TEXTO E CONTEXTO



Atrás do texto tem o contexto
Antes do braço fica o antebraço
Após o gosto vem o desgosto
            (ou antes?)
Acima do peso tem sobrepeso
Abaixo do solo há o subsolo.
É na terra que se desenterra
A desnaturada natureza.
Em sua boca desemboca
O desjejum do desamor
Embora despeito se desiste em meu peito
Apenas carrego a desfaçatez
De fazer o descarrego
De minhas desventuras
E viver minhas alegrias
Com maestria desregrada
Já que regras mudam
Com a despolitização dos saberes.


Postar um comentário